Gestão do cálculo de comparticipação dos utentes nas organizações sociais

60.00

10€ de desconto em inscrições realizadas até dia 16/05/2022

REF: 1092 Categoria:

Descrição

A formação visa dotar os/as formandos/as de conhecimentos e ferramentas para a realização do cálculo das comparticipações nas respostas sociais, em conformidade com os acordos de cooperação, o enquadramento legal e a aplicação prática nas Entidades do Setor Social e Solidário.


Idade Mínima: 18
Idade Máxima: 0
Situação: Desempregados à procura do 1º emprego; Empregados por conta própria; Desempregados à procura de novo emprego – Não DLD; Desempregados à procura de novo emprego – DLD; Empregados por conta de outrem – Externos
Habilitações Mínimas:
Habilitações Específicas:



1. Introdução:
1.1 – Apresentação e avaliação diagnóstica;
1.2 – Os acordos de cooperação e as circulares normativas em vigor – análise.

2. Financiamento das Respostas Socias em contexto de cooperação:
2.1 – Comparticipação financeira da Segurança Social;
2.2 – Comparticipação Familiar.

3. O Cálculo das Comparticipações Familiares:
3.1 Documentos Comprovativos de Receitas/ Despesas (interpretação)
3.1.1 – Tipos de Rendimentos (Declaração de IRS Modelo 3) e Nota de liquidação de IRS;
3.1.2 – Despesas Fixas do Agregado Familiar;
3.1.3 – Cálculo do Rendimento per Capita do Agregado Familiar.

3.2 Cálculo do Custo Médio dos Utentes
3.3.2 – As respostas sociais:
ERPI (Estrutura Residencial para Pessoas Idosas), Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário;
Infância e Juventude: Creche e ATL.
3.3.3 – As vagas cativas da Segurança Social (procedimentos)
3.3.4 – O princípio da diferenciação positiva

4. Exercícios práticos e avaliação final


Gestão do Cálculo de Comparticipação dos Utentes nas Organizações Sociais



3 – Formação a distância – E-learning (turma)



Concluído o processo de avaliação e mediante aproveitamento na presente formação, será emitido Certificado de Formação Profissional através do Sistema de Informação e Gestão da Oferta Formativa (SIGO), de acordo com a Portaria n.º 474/2010 de 8 de Julho.


Partilhar